Jornalismo

Quando cheguei à Capital Federal olhei o Eixo Monumental e ao ver aquela foice com um homem acenando para o Planalto pensei: cara, aqui é uma cidade de outro planeta que transformará minha vida em vida de verdade.  
Não deu outra, o Memorial JK se tornou referencia de pesquisas, paz e inspiração sobre qual caminho percorrer. Qual balada se divertir. Qual escolha cultural para acrescentar. Onde ir. Para onde ir. Com quem ir. 
Pouco tempo depois, conheci alguns jornalistas candangos, mesmo já conhecendo duas em especial, foi essa opção que escolhi para minha vida.
Sempre, todos os dias ao amanhecer, dentro do carro indo ao Plano Piloto, vislumbrava JK e dizia: bom dia JK! 

Aproveite! 


Arquivo do blog